Casa nova!

De um monte de divagações e inquietações, relatadas em um outro blog, chamado Akangatu, surgiu um projeto de construção de um sistema que visa primordialmente construir um hipercórtex para organizações de desenvolvimento de software. Como trata apenas de alguns aspectos vinculados à memória organizacional, seria mais correto classificá-lo como um lobo desse meta-cérebro.

Definições à parte, cabe dizer que não foi possível utilizar o nome original, pois está em uso por outro projeto (que nada tem a ver com a proposta). Recorri então à minha nova cachaça (filosofias orientais) e busquei algo relacionado à memória em sânscrito. Deparei-me então com uam definição ainda mais afim do objetivo do que a tradução do Tupi (Akangatu). O termo – que apropriei como nome deste blog e do projeto no Google Code – smaraNa refere-se não à memória (que seria smara), mas ao ato de lembrar, de recorrer à memória.

Aproveitando a mudança, resolvi também mudar o blog de lugar. Começa aqui (tanto no lugar quanto no tempo) uma [re]nova[da] saga.

Continuarei postando as inquietações aqui, além do acompanhamento do projeto smarana.

You may also like...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *